Dicas de como começar investir

Qualquer pessoa pode se tornar um investidor e ganhar dinheiro com isso. Basta querer! Na era da internet, informação é o que não falta. Então, se você quer se tornar um investidor, listamos aqui algumas dicas de como começar a investir, quais os primeiros passos que você deve dar para se tornar um investidor de sucesso. 

#1 Comece a administrar melhor o seu dinheiro

O primeiro passo é organizar a sua vida financeira. Antes de começar a investir você deve eliminar suas dívidas. Isso porque as dívidas crescem em uma proporção e rapidez muito maior que os invetsimentos. Os juros cobrados no cartão de crédito, cheque especial e financiamentos, por exemplo, são altíssimos e nunca compensará começar a investir sem antes ter quitado dívidas como essas. Para isso, siga alguns passos:

  • Liste todas as suas dívidas, descrevendo o valor total devido, juros cobrados, número de prestações, etc.
  • Renegocie sua dívida diretamente com o credor. Entre em contato e esclareça o quanto você possui mensalmente para pagar , ou caso possua o valor para quitar, peça desconto.
  • Pague as parcelas em dia para não haver “quebra de contrato” e possíveis cobranças de juros. O importante é se manter focado e comprometido em eliminar todas as suas dívidas para começar a investir.

Além disso, a organização financeira lhe ajudará a ter uma visão mais ampla e precisa das suas contas, o que possibilitará identificar e cortar gastos desnecessários, diminuindo os custos e fazendo o dinheiro sobrar. 

#2 Abra uma conta em uma corretora

Esqueça os bancos! Abra uma conta em uma corretora. Todos os invetsimentos que você, pessoa física, pode fazer, seja ele Títulos Públicos, CDB, ações, FII, etc. é feito por intermédio de uma corretora de valores.

Apesar a comodidade que o relacionamento com o gerente do seu banco possa lhe proporcionar, não vale a pena investir o seu suado dinheiro através de um banco, alem de possuirem uma cartela bem pequena de investimentos, cobram algumas taxas que acabam por consumir parte de seus rendimentos. As corretoras possuem uma enorme variedade de tipos de invetsimentos e muitas oferecem contas gratuitas, sendo bem mais baratos investir por meio de uma corretora do que por um banco. 

Para escolher uma boa corretora é necessário verificar se a corretora é aprovada no Programa de Qualificação Operacional (PQO), elaborado pela BM&FBovespa, que é uma certificação que indica aprovação da qualidade dos serviços oferecidos e analisar as taxas cobradas. 

#3 Faça um reserva de emergência

O seu primeiro investimento deve ser em para uma de reserva de emergência. E como o próprio nome já diz, é uma reserva que será utilizada em um momento de urgência, uma falha mecânica no carro, um problema de saúde, uma demissão inesperada, dentre outras coisas que podem ocorrer. 

A reserva de emergência é a garantia de que você não irá fazer novas dívidas, recorrendo a financiamentos e empréstimos ou se desfazer de seus bens. 

O valor recomendado para a sua reserva de emergência, de acordo a maioria dos consultores financeiros, é o equivalente a 6 meses de despesas habituais. Basicamente suas despesas mensais multiplicadas pelo número de meses que você julga necessário.

A sua reserva de emergência deve ser investida em um título que possua liquidez diária, como o Tesouro Selic, por exemplo.

#4 Defina seus objetivos

Ninguém consegue manter o foco se não tiver um objetivo. Investir por investir é desmotivador, por isso, faça uma lista com todas as suas meta, classificando-as de acordo ao tempo em que você deseja conquistar. 

Não se preocupe com o tamanho da lista, ela deve conter tudo que você deseja. Depois você deverá organiza-la por prioridade. O mais importante é ser fiel aos seus objetivos e persistir. 

#5 Diversifique seus investimentos

É interessante que você aloque seus invetsimentos de acordo a cada objetivo, escolhendo o investimento mais adequado. Além disso, é muito importante que você procure escolher invetsimentos diversificados e diferentes entre si, assim caso um deles não esteja indo tão bem, os outros estarão.

É recomendado que você concentre 70% dos seus invetsimentos em renda fixa, alocando apenas 30% em renda variável, pois a renda variável é algo muito arriscado e não é uma boa ideia apostar mais do que essa porcentagem e acabar perdendo tudo.

#6 Estude sobre os diferentes tipos de investimento

Muitas pessoas investem com base em recomendações ou por ter lido em algum lugar que “aquilo” era o melhor. Fuja disso! O conhecimento é poder. Se você deseja se tornar um investidor de sucesso e ganhar dinheiro com isso, deverá dedicar um tempinho para conhecer e estudar sobre os diferentes tipos de investimento. Com isso, conseguirá fazer melhores escolhas, obtendo maior rentabilidade e correndo menos riscos ou, riscos calculados. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *